A vida em movimento!

sobre o projeto e quem somos

O texto é longo, mas é uma boa oportunidade para conhecer um pouco mais sobre mim.

sobre Roberto Wolf
Roberto Wolf

Sou Roberto Wolf, vulgo Bob, nascido em São Paulo, mas alemão de coração e cidadania.

Apaixonado por fotografia e gastronomia, adoro cozinhar enquanto tomo boas cervejas.

Sou workaholic como qualquer desenvolvedor de sistemas. Colecionador de camisas de futebol, aspirante à ciclista amador e montador de quebra cabeças!

Desde criança me empolgava com as viagens de carro em família, deixando embaçados os vidros traseiros do Opala Comodoro 1978 do meu pai, de tanto que respirava eufórico tentando acompanhar todas as mudanças de paisagem a caminho de novas cidades e até mesmo outros estados.

Até os 20 anos nunca tinha botado os pés fora do país.
Surgiu à trabalho uma pequena viagem de 2 dias para Buenos Aires.
Seria também a primeira vez que subiria num avião.

Depois de muitas apresentações e reuniões, terminei minhas tarefas do trabalho faltando 5 horas pra voltar ao Brasil.

Com estas poucas horas para desbravar a cidade, tirei 4 filmes completos de 36 poses com minha poderosa câmera Kodak analógica e torci para que as fotos não queimassem e fossem reveladas com qualidade.

Voltei diferente da Argentina. Apesar do idioma muito parecido e a relativa facilidade de comunicação, foram muitas coisas novas em tão pouco tempo.

Os costumes, a culinária, as paisagens, os diferentes produtos nas prateleiras dos supermercados e até mesmo os programas de TV.

Se tínhamos tantas diferenças aqui tão perto (em menos de 1.600 km de distância), imagina então como seria o outro lado do planeta?

Descobri naquele momento que meu sonho era realizar uma volta ao mundo!
Desde então, o principal trabalho foi transformar este sonho em plano.

Ainda em 2000 projetei que este planejamento tinha um prazo máximo para realização: 2017.

Afinal, eu tinha outras metas que me pareciam importantes na época: comprar um carro novo e um grande apartamento, alcançar um alto cargo numa empresa multinacional e ser um profissional reconhecido.

Com o choque da perda de uma amiga de apenas 30 anos e cheia de sonhos, senti a obrigação de dar um real sentido a vida e valorizar o tempo que nos é disponibilizado em plano terreno.

A morte é como um veleiro, que parte, levando amor, lembranças, experiências…
Mas, embora tenha cruzado a linha do horizonte, não se foi.
Apenas o perdemos de vista.

Foi um grande momento de reflexão e transformação de comportamento.

Mudei meu estilo de vida e fui correndo atrás de algumas realizações que iriam me ajudar na jornada:

  • Montei minha empresa (ativata.net) e com isso, diminui o ritmo insano de trabalho (apesar que empreender significa trabalhar 100 vezes mais do que ser funcionário)
  • Emagreci quase 60 kg com auxílio de cirurgia e voltei para um amor antigo (a bicicleta)
  • Diminui a procrastinação e com muita ajuda de minha irmã, obtive a cidadania alemã (antes do 7×1)

Com mais saúde, valorizando os momentos com a família/amigos e focando em coisas positivas também mudei minha relação com o dinheiro.

Roberto Wolf
Roberto Wolf

Notei que o mundo era uma “corrida de ratos” do consumismo: estratégias de marketing ultra agressivas aliadas à facilidade de crédito pra fazer você comprar cada vez mais bens.

Como se você fosse excluído da sociedade se não tivesse o carro do ano na garagem e uma TV de 60 polegadas na sua sala.

Passei a ler e estudar muito: planejamento, investimentos, idiomas.

Relaxava lendo histórias inspiradoras de outras pessoas que deram a volta ao mundo, seja de avião, carro, bicicleta ou a pé.

Conheci pessoas guerreiras, mas de riso fácil e que focavam em fazer o bem aos outros.

Fui entender um pouco mais sobre projeto/turismo social, voluntariado, WWOOF ou como poderia doar meu tempo para ajudar uma causa ou quem realmente precisa.

Passei a curtir intensamente a simplicidade da vida, e descobri que a maior riqueza que você pode alcançar é colocar um sorriso no rosto de alguém que você ama só com um abraço.

Ao longo de todos estes anos e aprendizado, foquei meu planejamento pra alcançar o objetivo em 2017 (o tal número mágico que havia sonhado quase 20 anos atrás).

 

Novo Cálculo da Rota

E agora na temporada 2017/2018, o embrião deste sonho está aqui.

O batizei como “Novo Cálculo da Rota“.
Quem já utilizou o Waze pra navegar, deve estar familiarizado com este termo. 🙂

O nome representa o mote de que sempre devemos estar em movimento, procurando coisas novas!

A águia e o seu voo são representações de liberdade, que acredito ser uma das maiores riquezas que podemos ter na vida.

 

 

 

 

 

Este blog vai servir quase como um diário.

Vou publicar aqui como faço meu planejamento e durante as viagens quero registrar os roteiros para que possa ser útil para outros que queiram cair na estrada também!

 

Tenha certeza que a fortuna que você busca é a fortuna da qual precisa.Ben Harper
Viver é como andar de bicicleta: é preciso estar em constante movimento para manter o equilíbrio.Albert Einstein

 

Bartholomeu Wolf

Mais conhecido como Barthozin, este simpático Pug não é um animal de estimação, ele é parte da família Wolf.
E agora neste blog, ganhou uma representação como alter ego, para ser o crítico gastronômico e de cinema! risos

Bartholomeu Wolf (Barthozin)
Este é nosso crítico

 

Nos vemos por aí!
Um forte abraço!